O que é a hipercolesterolemia familiar? - Parte 2

O que é a hipercolesterolemia familiar? – Parte 2

Fatos sobre a HF

Aproximadamente 1 de cada 250 pessoas da população mundial tem HF.

No Brasil, estima-se que aproximadamente 700.000 pessoas tenham HF. Estima-se também que aproximadamente 90% dessas pessoas (630.000) ainda não foram diagnosticadas. Talvez, elas não saibam que têm HF até terem um primeiro evento (veja no primeiro parágrafo da parte 1), que pode ser um infarto do miocárdio! E isto nós queremos mudar!

  • Estima-se que apenas aproximadamente 10% das pessoas com HF tenham sido adequadamente diagnosticadas.
  • A HF ocorre em famílias. Se um dos pais tiver HF, cada filho tem uma chance de 50% de também ter HF.
  • Se a HF não for tratada, os homens têm uma probabilidade 50% maior de ter um infarto do miocárdio até os 50 anos de idade. As mulheres não tratadas têm um risco de 30% de ter um infarto do miocárdio até os 60 anos de idade.
  • No Brasil, estima-se que haja aproximadamente algo entre 400 a 1.250 pessoas com HFHo. Todavia, esta incidência é mais comum em populações como os libaneses, os judeus Ashkenazi (calcula-se que no Brasil haja cerca de 30.000 deles), e os sul-africanos Afrikaners. Nestas populações, a HF pode estar presente em até 1 de cada 67 pessoas.

A HFHo

Como já vimos, a HFHo é uma forma rara, mas muito agressiva da HF. Se ambos os pais tiverem HF, há uma chance de 25% dos seus filhos terem HFHo. Por outro lado, se uma criança for diagnosticada com HFHo, isto significa que ambos os pais têm a mesma forma de HF (veja os nossos posts das duas últimas semanas).

A HFHo leva a uma forma agressiva de aterosclerose, um processo que se inicia mesmo antes do nascimento e que progride rapidamente. Ele pode afetar as artérias coronárias (do coração), as artérias carótidas (que estão no pescoço e que levam sangue ao cérebro), a aorta e a válvula aórtica. Se a HFHo não for tratada, infarto do miocárdio e morte súbita podem ocorrer até na adolescência.

O que é possível fazer

 A HF é tratável!

Se for diagnosticada precocemente, problemas graves do coração e dos vasos sanguíneos podem ser prevenidos, ou dramaticamente retardados. Os passos a serem dados incluem:

  • Não fumar.
  • Fazer exercícios físicos regularmente.
  • Comer uma dieta saudável com baixo teor de gorduras saturadas e trans.
  • Tomar medicamentos.
  • Em determinadas circunstâncias, ser submetido a aférese das LDLs.

Quase 100% das pessoas com HF precisam de medicamentos redutores de LDL colesterol, e, para algumas pessoas com HF, são necessárias medidas mais agressivas, que incluem a aférese das LDLs (um procedimento semelhante a uma diálise, no qual o LDL colesterol é removido do sangue uma vez por semana, ou duas vezes por mês).

A Academia Americana de Pediatria recomenda que, se uma família tiver um padrão de infartos do miocárdio antes dos 55 anos de idade, para os homens, e antes dos 65 anos de idade, para as mulheres, as crianças dessa família devem ter os seus níveis sanguíneos de LDL colesterol testados entre os 2 e 10 anos de idade.

Finalmente, é importante descobrir a HF e agir em qualquer idade, por que, quando HF for tratada, o risco de infarto do miocárdio pode ser reduzido aos da população geral.

Se você for médico, paciente, membro da Associação Brasileira de Hipercolesterolemia Familiar, ou trabalhar na área da saúde, compartilhe este post.

Fonte: FH Foundation

---

Se você tiver colesterol LDL acima de 210 mg/dl e membros em sua família com infarto em idade inferior a 45 anos, entre em contato com o InCor pelo e-mail hipercolbrasil@incor.usp.br enviando como anexo uma cópia ou foto do seu exame de colesterol junto com um número de contato telefônico. A Equipe do Hipercol Brasil entrará em contato com você!

Continue visitando o nosso site para aprender mais sobre a HF. Leve esta notícia ao seu médico. Espalhe que a HF é tratável, quanto mais cedo diagnosticado melhores são os resultados. A HF é familiar, passa de geração em geração, portanto todos precisam ser diagnosticados.

Seja um Associado