Declaração da IAS sobre hierpcolesterolemia familiar grave

Declaração de consenso da IAS sobre hipercolesterolemia familiar grave

Definir hipercolesterolemia familiar (HF) grave e as suas implicações sobre o tratamento clínico: uma declaração de consenso do Painel sobre HF grave da Sociedade Internacional de Aterosclerose

A Sociedade Internacional de Aterosclerose (International Atherosclerosis Society − IAS) está orgulhosa de anunciar a publicação da definição de HF grave e das implicações sobre o manejo clínico na revista The Lancet Diabetes and Endocrinology.

O Painel da IAS sobre HF grave, composto por 25 renomados especialistas internacionais e presidido pelo Dr. Raul D. Santos, trabalhou com o objetivo de caracterizar o fenótipo da HF grave e fez recomendações sobre como estratificar o risco de doença cardiovascular (DCV) e para quem prescrever os novos tratamentos redutores de colesterol. Estas recomendações contribuirão para melhorar a prática clínica diária e o melhor controle dos pacientes com HF.

Fonte: IAS e-Newsletter October/November 2016

A seguir está o resumo da publicação em The Lancet Diabetes and Endocrinology.

Resumo

A hipercolesterolemia familiar (HF) é comum em indivíduos que tiveram um infarto do miocárdio quando ainda eram jovens. Uma em cada 200 pessoas podem ter HF heterozigótica e, até um em 300.000 indivíduos podem ter HF homozigótica.

O fenótipo das pessoas heterozigóticas e homozigóticas com HF tem uma grande superposição; a resposta ao tratamento também é heterogênea.

Nesta revisão, o objetivo é definir o fenótipo da HF grave e identificar as pessoas que estão sob maior risco de doença cardiovascular, com base na concentração sanguínea do LDL colesterol, além da capacidade de resposta dos indivíduos ao tratamento convencional redutor de lipídeos.

Os autores avaliam a importância da caracterização molecular e definem o papel de outros fatores de risco cardiovascular e da aterosclerose coronária subclínica avançada na estratificação do risco. Em particular, os indivíduos com HF grave podem se beneficiar do tratamento redutor de colesterol mais precoce e eficaz (por exemplo, com os inibidores PCSK9).

Além do tratamento melhor ajustado, a caracterização mais acurada dos indivíduos com HF grave pode melhorar o uso destes recursos.

Esse documento estabeleceu critérios de gravidade para a HF, implicando em diferenças na abordagem diagnóstica e terapêutica, e para baixar o texto integral da publicação, que é aberto, acesse este link e registre-se.

---

Se você tiver colesterol LDL acima de 210 mg/dl e membros em sua família com infarto em idade inferior a 45 anos, entre em contato com o InCor pelo e-mail hipercolbrasil@incor.usp.br enviando como anexo uma cópia ou foto do seu exame de colesterol junto com um número de contato telefônico. A Equipe do Hipercol Brasil entrará em contato com você!

Continue visitando o nosso site para aprender mais sobre a HF. Leve esta notícia ao seu médico. Espalhe que a HF é tratável, quanto mais cedo diagnosticado melhores são os resultados. A HF é familiar, passa de geração em geração, portanto todos precisam ser diagnosticados.

Seja um Associado